Oxigenoterapia em Casa (Diário do Nordeste)

Defensoria Pública e Coelce concluíram ontem as negociações: 58 pacientes serão beneficiados. Respirar ou comer. A escolha, feita todos os dias por pacientes de baixa renda que têm em casa máquinas para tratamento com oxigenoterapia e vêem a conta de luz aumentar drasticamente, não precisará mais acontecer.

Ontem, a Defensoria Pública conseguiu firmar um acordo com a Companhia Energética do Ceará (Coelce) para abonar o consumo do equipamento das contas de energia elétrica, além de negociar as dívidas passadas. Ao todo, 58 pacientes do Hospital de Messejana serão beneficiados.A coordenadora do Programa de Atendimento Domiciliar do Hospital de Messejana, Ieda Cabral, afirmou que a mudança beneficiará muitos pacientes. "Eles se prejudicam emocionalmente, se acham um estorvo para a família e têm medo de deixar dívidas", explica. Por isso, muitos utilizavam o equipamento durante menos tempo do que o prescrito pelo médico, piorando o quadro e reduzindo a qualidade de vida. "Seguindo direito a oxigenoterapia, eles podem ter uma sobrevida de anos", diz.
Veículo: Diário do Nordeste
Caderno: Cidade



Deixe uma resposta