A Adpec, em parceria com a Faculdade de Direito da Unifor, promoveu um dia de esclarecimentos sobre os direitos da criança e do adolescente para os pais dos alunos da Escola Yolanda Queiroz, que atende crianças e adolescentes carentes da comunidade do Dendê, no Bairro Édson Queiroz. O evento, ocorrido nesta terça-feira, pela manhã e à tarde, integra a campanha nacional "Crianças e Adolescentes – Primeiro! Defensores Públicos pelos direitos da criança e adolescente”, lançada em 17 de junho, em Fortaleza, que tem como objetivo conscientizar a população, sobretudo pais e professores, quanto à importância da garantia da cidadania para o público infanto–juvenil prevista no Estatuto da Criança e do Adolescente – ECA.
O evento foi coordenado pelos presidente e vice-presidente da Adpec, Adriano Leitinho e Roberta Quaranta, com apoio do curso de Direito da Unifor e da direção da escola. Os defensores públicos conversaram com os pais sobre os direitos básicos dos seus filhos, esclarecendo que as crianças precisam de proteção e cuidados especiais, inclusive, no âmbito legal e apresentaram também os deveres que as crianças e adolescentes possuem para fazer jus a seus direitos. Apresentaram os serviços disponibilizados pela defensoria pública para as comunidades carentes, divulgando os postos de atendimento da instituição existentes em Fortaleza.
Houve ainda a distribuição da cartilha "Crianças e Adolescentes – Primeiro! Defensores Públicos pelos direitos da criança e adolescente”, que tem ilustração do cartunista Ziraldo e mostra, em linguagem acessível, como tratar bem as crianças e os adolescentes.
“O intuito do encontro, além de promover uma educação jurídica sobre os direitos e deveres das crianças e adolescentes, é buscar a aproximação dos pais da escola e da vida educacional dos filhos, conscientizando as pessoas que cidadania começa em casa, junto da família, sendo esta fundamental para que os direitos e deveres das crianças e adolescentes sejam cumpridos e respeitados ”, ressalta Adriano Leitinho, informando que na programação da divulgação da campanha haverá, a partir do segundo semestre, apresentação teatral do conteúdo da cartilha em escolas publicas e centros comunitários do Estado do Ceará.
A diretora do curso de Direito da Unifor, Gina Pompeu, apresentou aos presentes os serviços ofertados à comunidade pela universidade, através do Escritório de Práticas Jurídicas, que atua em parceria com a Defensoria Pública.

 

Compartilhe