Nesse final de semana a Adpec foi até a cidade de Quixeramobim, 216 kilometros de Fortaleza. A presidente Sandra Sá acompanhada por Elizabeth Chagas – Diretora Jurídica e de Prerrogativas, conversaram com o setor de gênero do Movimento Sem Terra sobre os direitos das mulheres.
Mais de 100 pessoas estiveram presentes e além da troca de experiências entre a Adpec e os participantes, também foram prestados esclarecimentos e orientações jurídicas sobre direito de família.
Para Sandra de Sá, presidente da associação, ações como essas reforçam o papel do defensor como agente de transformação social, possibilita uma conscientização acerca dos direitos e deveres como cidadãos e no caso do MST, a visita ajudou a aumentar o nível de consciência e organização daquela comunidade.
Compartilhe
Nesse final de semana a Adpec foi até a cidade de Quixeramobim, 216 kilometros de Fortaleza. A presidente Sandra Sá acompanhada por Elizabeth Chagas – Diretora Jurídica e de Prerrogativas, conversaram com o setor de gênero do Movimento Sem Terra sobre os direitos das mulheres.
 
Mais de 100 pessoas estiveram presentes e além da troca de experiências entre a Adpec e os participantes, também foram prestados esclarecimentos e orientações jurídicas sobre direito de família.
 
Para Sandra de Sá, presidente da associação, ações como essas reforçam o papel do defensor como agente de transformação social, possibilita uma conscientização acerca dos direitos e deveres como cidadãos e no caso do MST, a visita ajudou a aumentar o nível de consciência e organização daquela comunidade.
Compartilhe