A Defensoria Pública é, para muitos cearenses, a única forma de acesso à Justiça. Nesta terça-feira (25), 62 defensores tomarão posse. Mesmo assim, o Serviço de Assistência Jurídica ainda sofre com falta de funcionários e problemas estruturais.

O nome por si só já diz muito: defensor público, profissional designado pelo Estado para representar, gratuitamente, quem precisa de assistência jurídica.Atualmente, no Ceará, as tarefas fundamentais garantidas por lei esbarram na realidade. Existem apenas 196 defensores públicos para atender aos 184 municípios cearenses. Apenas as cidades mais populosas possuem o profissional e ainda assim, em número reduzido e com estrutura precária. Só a sede, em Fortaleza, chega a realizar 160 atendimentos por dia.O atendimento promete melhorar a partir desta terça, quando será assinado a ordem de serviço para a construção da nova sede da defensoria e além disso, tomam posse mais 62 defensores públicos em todo o estado.Seis dos novos profissionais vão ser alocados na Região Metropolitana. Os outros vão ser distribuídos em mais de 50 comarcas de municípios do interior.

Fonte: www.verdesmares.com.br

Compartilhe