A valorização dos profissionais da Defensoria Pública e a melhoria do espaço físico onde eles trabalham são mudanças urgentes. Por isso, os dois assuntos estavam entre os temas de maior repercussão no último debate antes da eleição para defensor-geral, ocorrido ontem. A votação será na próxima segunda, 10.

O encontro foi realizado no complexo empresarial São Mateus, no Papicu, e organizado pela Associação dos Defensores Públicos do Estado do Ceará (ADPEC), com mediação de Plínio Bortolotti, diretor institucional do Grupo O POVO.

Os candidatos Paulo Bentes e Andrea Coelho responderam as questões levantadas por colegas. O terceiro candidato, Alfredo Jorge Romsi Neto, preferiu não participar do encontro, alegando não ter garantias de imparcialidade no debate.

Paulo Bentes defendeu a valorização do defensor público como um dos caminhos para melhorar o atendimento. “Somos os operadores e aplicadores do direito. Nós precisamos ter uma rede própria”. Bentes tem como proposta a inclusão de um defensor auxiliar para dar assistência nos atendimentos e poder substituí-los nas férias e em caso de doenças.

A candidata Andrea Coelho afirmou que a parceria e aproximação com a sociedade civil é um dos pontos para a viabilização de um trabalho mais autônomo e independente. “Temos que dar continuidade as ações positivas da atual gestão (da defensora-geral Franciliene Gomes) e, o que ela não fez, temos que colocar em prática com primor”.

O candidato vencedor não necessariamente deve assumir o cargo, já que a patente é de definição do governador do Ceará, Cid Gomes. O mandato é de dois anos, com possibilidade de reeleição. Mas, para o presidente da ADPEC, Adriano Leitinho, a decisão da votação deve influenciar o governador Cid Gomes.

O POVO tentou entrar em contato com Alfredo Jorge Romsi Neto por dois números de celulares informados pela assessoria de imprensa da ADPEC, mas os telefones não foram atendidos.

Os candidatos
Paulo Bentes
É advogado e administrador. Integrou o movimento de valorização da Defensoria Pública Geral do Estado e coordenou o Monitoramento de Ações e Projetos Prioritários.

Andrea Coelho
A defensora pública Andrea Coelho exerceu cargos e funções em diversas áreas da instituição. Na Associação dos Defensores Públicos do Estado do Ceará foi presidente.

Alfredo Romci
Atuou como Delegado de Polícia Civil em Pernambuco. Defensor Público titular de Pedra Branca, Alfredo Romsi ingressou na Defensoria em setembro de 2003. Em 2008, assumiu a Defensoria do IPPS.
 

fonte: Jornal O Povo – Cotidiano

Compartilhe