Manifestantes realizam protesto no entorno das obras do Acquario Ceará

Diário do Nordete – Redação Web | 23h17 | 12.07.2013

Cerca de 200 manifestantes participaram do ato “Ocupe Acquario”, realizado na noite desta sexta-feira (12) pela Rede de Advogados Populares (Renap), no entorno das obras do Acquario Ceará. O ato de ocupação simbólica teve o objetivo de demonstrar a insatisfação da população quanto as prioridades do governo.

A programação iniciou por volta das 19h20, com uma roda de conversa em que foram discutidas as manifestações que tomaram as ruas do país, os gastos com a Copa do Mundo no Brasil, além dos problemas relacionados a Saúde e Educação.
Segundo o advogado Rodrigo de Medeiros, um dos organizadores do evento, o debate também serviu para mostrar que as manifestações realizadas na últimas semanas em Fortaleza não são foram feitos por vândalos. Ele informou que o direito de se rebelar para protestar é sagrado e está garantido pela Constituição.

Ato foi tranquilo
Entre os participantes do debate estavam o advogado e integrante do Movimento dos Conselhos Populares (MCP), Igor Moreira e a integrante do grupo Tambores de Safo, Lila Bezerra. O ato aconteceu de forma tranquila, pacífica e seguiu com a programação feita por oficinas de malabaristas, Zine coletivo e apresentação do grupo Batalhão de Nhoque, dos Palhaços Manifestantes.
O entorno das obras do Acquário estava reforçado pela Polícia Militar e Batalhão de Policiamento Turístico (BPTUR). Segundo o Coronel Cláudio Mendonça o policiamento se fez presente no local para garantir a segurança das pessoas.
“Nós estamos aqui sobretudo para resguardar a integridade de todos os participantes que vieram fazer a manifestação e ao mesmo tempo, de forma secundária, proteger o patrimônio privado e o público, afim de que não haja nenhum dano”, explicou. A estrutura do policiamento foi montada para um período de 24 horas. Até a noite de hoje, 60 homens e 10 viaturas reforçarão o entorno que compreende as obras do complexo do Acquário.

Defensoria Pública
O ato ‘Ocupe Acquário’ também contou com a Associação dos Defensores Públicos do Ceará (Adpec). Segundo a presidente do órgão, a Defensoria Pública tem comparecido desde o início das manifestações na Capital, se colocando como garantidora dos direitos e a Adpec tem se feito presente nos protesto para observar e mostrar para a sociedade o papel do defensor.
A categoria aproveitou o ato para se posicionar contra o veto da presidente Dilma a PLP 114, projeto de lei que visa dar autonomia financeira a defensoria pública. “Isso significa tirar do executivo a gestão sobre o orçamento e entregar diretamente a defensoria”, explicou a presidente da Adpec, Sandra Sá.

http://diariodonordeste.globo.com/noticia.asp?codigo=362814

Manifestantes se mobilizam no entorno da obra do Acquário Ceará

O Povo On line – #OCUPEACQUÁRIO 12/07/2013 – 21h36

Estão reunidos no entorno da obra do Acquário Ceará um grupo de pessoas que tem por objetivo debater as consequências da construção do empreendimento. Os manifestantes devem permanecer em vigília no local até o início da noite deste sábado, 13.
Atividades serão realizadas durante a mobilização. Entre as quais, a produção de zine, oficina de malabares, aula de alongamento, rodas de conversa, visita à comunidade Poço da Draga – localizada nas proximidades da obra -, contação de histórias, roda de capoeira, e outras.

Confira abaixo a programação deste sábado:

Sábado, 13
1h – Exibição de vídeos: Mostra de Vídeo-dança Alpendre
2h – Exibição de vídeos: Mostra Alumbramento Filmes
8h – Oficina de jardinagem – Confecção de canteiro vertical, com Geórgia Figueiredo
9h – Aula de Alongamento, com Igor Losada
9h e 11h – Visita guiada ao Poço da Draga, com Sergio Rocha, geógrafo e morador do Poço da Draga
9h – Plenária do Comitê Popular da Copa
11h – Roda de Conversa: “Água para quem precisa: o escândalo do Complexo do Pecém e sua Termelétrica”, com Alexandre Araújo Costa
15h – Apresentação da Cartografia Social do Poço da draga, com o grupo Flor de Urucum
15h30min – Oficina de desenho: espaços públicos para a cidade, organizada pelo Canto-UFC
16h – Leitura dos Zines produzidos / bate-papo sobre o pessoal do Crimethink / acervo da Zineteca, com o coletivo Zinco

16h – Atividades da Rede Crescer com Surf
16h – Aula pública de Acrobacia, organizada pelo Circo Lúdico Experimental
16h – Visita afetiva ao Poço da Draga, com Ivoneide Góis, moradora do Poço da Draga
17h – Aula Pública sobre espaços públicos e mobilidade seguida de oficina de desenhos, organizada pelo Escritorio Rede Arquitetos/Canto UFC
17h – Roda de Capoeira, com a Comunidade do Poço da Draga
18h – Oficina de desenho: espaços públicos para a cidade, Canto-UFC
18h – Contação de Histórias, com Paula Yemanjá
18h – Roda de conversa: “O direito de imaginar e construir a cidade”, com Uribam Xavier
Redação O POVO Online

http://www.opovo.com.br/app/fortaleza/2013/07/12/noticiafortaleza,309126…

Compartilhe

Manifestantes realizam protesto no entorno das obras do Acquario Ceará

Diário do Nordete – Redação Web | 23h17 | 12.07.2013

Cerca de 200 manifestantes participaram do ato "Ocupe Acquario", realizado na noite desta sexta-feira (12) pela Rede de Advogados Populares (Renap), no entorno das obras do Acquario Ceará. O ato de ocupação simbólica teve o objetivo de demonstrar a insatisfação da população quanto as prioridades do governo.

A programação iniciou por volta das 19h20, com uma roda de conversa em que foram discutidas as manifestações que tomaram as ruas do país, os gastos com a Copa do Mundo no Brasil, além dos problemas relacionados a Saúde e Educação.
Segundo o advogado Rodrigo de Medeiros, um dos organizadores do evento, o debate também serviu para mostrar que as manifestações realizadas na últimas semanas em Fortaleza não são foram feitos por vândalos. Ele informou que o direito de se rebelar para protestar é sagrado e está garantido pela Constituição.

Ato foi tranquilo
Entre os participantes do debate estavam o advogado e integrante do Movimento dos Conselhos Populares (MCP), Igor Moreira e a integrante do grupo Tambores de Safo, Lila Bezerra. O ato aconteceu de forma tranquila, pacífica e seguiu com a programação feita por oficinas de malabaristas, Zine coletivo e apresentação do grupo Batalhão de Nhoque, dos Palhaços Manifestantes.
O entorno das obras do Acquário estava reforçado pela Polícia Militar e Batalhão de Policiamento Turístico (BPTUR). Segundo o Coronel Cláudio Mendonça o policiamento se fez presente no local para garantir a segurança das pessoas.
“Nós estamos aqui sobretudo para resguardar a integridade de todos os participantes que vieram fazer a manifestação e ao mesmo tempo, de forma secundária, proteger o patrimônio privado e o público, afim de que não haja nenhum dano”, explicou. A estrutura do policiamento foi montada para um período de 24 horas. Até a noite de hoje, 60 homens e 10 viaturas reforçarão o entorno que compreende as obras do complexo do Acquário.

Defensoria Pública
O ato ‘Ocupe Acquário’ também contou com a Associação dos Defensores Públicos do Ceará (Adpec). Segundo a presidente do órgão, a Defensoria Pública tem comparecido desde o início das manifestações na Capital, se colocando como garantidora dos direitos e a Adpec tem se feito presente nos protesto para observar e mostrar para a sociedade o papel do defensor.
A categoria aproveitou o ato para se posicionar contra o veto da presidente Dilma a PLP 114, projeto de lei que visa dar autonomia financeira a defensoria pública. “Isso significa tirar do executivo a gestão sobre o orçamento e entregar diretamente a defensoria”, explicou a presidente da Adpec, Sandra Sá.

http://diariodonordeste.globo.com/noticia.asp?codigo=362814

Manifestantes se mobilizam no entorno da obra do Acquário Ceará

O Povo On line – #OCUPEACQUÁRIO 12/07/2013 – 21h36

Estão reunidos no entorno da obra do Acquário Ceará um grupo de pessoas que tem por objetivo debater as consequências da construção do empreendimento. Os manifestantes devem permanecer em vigília no local até o início da noite deste sábado, 13.
Atividades serão realizadas durante a mobilização. Entre as quais, a produção de zine, oficina de malabares, aula de alongamento, rodas de conversa, visita à comunidade Poço da Draga – localizada nas proximidades da obra -, contação de histórias, roda de capoeira, e outras.

Confira abaixo a programação deste sábado:

Sábado, 13
1h – Exibição de vídeos: Mostra de Vídeo-dança Alpendre
2h – Exibição de vídeos: Mostra Alumbramento Filmes
8h – Oficina de jardinagem – Confecção de canteiro vertical, com Geórgia Figueiredo
9h – Aula de Alongamento, com Igor Losada
9h e 11h – Visita guiada ao Poço da Draga, com Sergio Rocha, geógrafo e morador do Poço da Draga
9h – Plenária do Comitê Popular da Copa
11h – Roda de Conversa: "Água para quem precisa: o escândalo do Complexo do Pecém e sua Termelétrica", com Alexandre Araújo Costa
15h – Apresentação da Cartografia Social do Poço da draga, com o grupo Flor de Urucum
15h30min – Oficina de desenho: espaços públicos para a cidade, organizada pelo Canto-UFC
16h – Leitura dos Zines produzidos / bate-papo sobre o pessoal do Crimethink / acervo da Zineteca, com o coletivo Zinco

16h – Atividades da Rede Crescer com Surf
16h – Aula pública de Acrobacia, organizada pelo Circo Lúdico Experimental
16h – Visita afetiva ao Poço da Draga, com Ivoneide Góis, moradora do Poço da Draga
17h – Aula Pública sobre espaços públicos e mobilidade seguida de oficina de desenhos, organizada pelo Escritorio Rede Arquitetos/Canto UFC
17h – Roda de Capoeira, com a Comunidade do Poço da Draga
18h – Oficina de desenho: espaços públicos para a cidade, Canto-UFC
18h – Contação de Histórias, com Paula Yemanjá
18h – Roda de conversa: “O direito de imaginar e construir a cidade”, com Uribam Xavier
Redação O POVO Online

http://www.opovo.com.br/app/fortaleza/2013/07/12/noticiafortaleza,3091263/manifestantes-se-mobilizam-no-entorno-da-obra-do-acquario-ceara.shtml

Compartilhe