Apesar do grande apoio que a Defensoria Pública tem recebido da Rede Globo, com a veiculação gratuita de várias campanhas em horário nobre, a Novela Morde e Assopra surpreendeu a todos, mostrando um diálogo que não retrata a real imagem do Defensor Público brasileiro.

O episódio foi o seguinte: Guilherme (personagem de Klebber Toledo), o filho da faxineira Dulce (personagem de Cássia Kiss) foi preso. A mãe esteve na delegacia para visitá-lo e ao ver o filho naquela condição, disse que queria contratar um advogado para tirá-lo de lá. Dulce travou o seguinte diálogo com a Júlia, personagem principal, vivido por Adriana Esteves:

Júlia: Dulce, você não precisa contratar um advogado, pois tem a Defensoria Pública. Dulce: Não Júlia! Preciso contratar um advogado bom, que a gente conheça, não quero que o Guilherme apodreça na cadeia.

Após os comerciais, a Júlia, amiga da Dulce, insiste para ela aceitar a ajuda de um advogado do Estado, um Defensor Público. Dulce afirma mais uma vez: “Eu quero um advogado bom, um advogado esforçado”.

Na tentativa de reverter essa situação junto à Rede Globo, a Diretoria da Adpec já oficiou a ANADEP, solicitando que sejam tomadas as providências cabíveis. O ideal é que a Globo mostre na mesma novela algo que possa reverter essa imagem negativa gerada em torno do trabalho desempenhado pela Defensoria Pública. Quanto a isso, a ANADEP entrou em contato com Diretoria da Adpec, informando que as providências já estão sendo tomadas.

 

Compartilhe