O presidente Luiz Inácio Lula da Silva sancionou dia 20 de julho de 2010 a lei que cria a Universidade Federal da Integração Luso-Afro-Brasileira (Unilab).A nova unidade de ensino superior vai desenvolver atividades de cooperação internacional com os países da África por meio de acordos, convênios e programas de cooperação internacional, além de contribuir para a formação acadêmica de estudantes dos países parceiros. Relator da matéria na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ), o Deputado Mauro Benevides (PMDB-CE) comemorou a criação da nova universidade, que tem por objetivo formar recursos humanos que possam desenvolver a integração entre o Brasil e os demais países da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP). Além do Brasil, integram a CPLP: Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor Leste.
Dotações orçamentárias
Como relator, Benevides (PMDB-CE) apresentou emenda para autorizar a União a transpor, remanejar, transferir total ou parcialmente, dotações orçamentárias aprovadas na Lei Orçamentária de 2010 e em créditos adicionais da Universidade Federal do Ceará – UFCE, para a nova instituição.
A Unilab será instalada em Redenção (CE), a 63 Km de Fortaleza. Redenção foi a primeira cidade brasileira a libertar todos os escravos, em 1883. Atualmente, a cidade tem cerca de 26 mil habitantes, segundo dados da prefeitura.
A previsão é de que a Unilab atenda a 5 mil estudantes presenciais de graduação, dos quais 50% serão brasileiros e 50% originários de países parceiros.

Veículo: ANADEP
Estado: DF

Compartilhe