Salete

O semblante sereno esconde uma personalidade forte e determinada, marcas de uma pioneira. A dra. Maria de Salete Castelo de Amoreira é uma das fundadoras da Defensoria Pública no Ceará. Ela foi a 1ª Secretária da Associação dos Defensores Públicos do Estado (Adpec), Conselheira da Adpec, da Defensoria Pública e da Ordem dos Advogados do Brasil, Secção Ceará (OAB CE). Além de Conselheira, foi uma das diretoras da Adpec.

“Lembro quando me chamaram para formar a Associação dos Defensores Públicos do Ceará com o objetivo de defender nossos interesses”, diz ela, cheia de memórias guardadas no coração. Dra. Salete confidencia que “desde novinha queria fazer faculdade de Direito”. “Mas ficava na dúvida porque meu pai achava melhor fazer o curso normal”. Os caminhos são trilhados nem sempre como querem os nossos pais.

Uma professora foi sua fonte de inspiração na carreira do Direito. “Eu perguntei à ela se podia fazer Direito, mesmo fazendo o curso normal”, revela. Assim, se graduou em Ciências Jurídicas e Sociais pela Faculdade de Direito da Universidade Federal do Ceará, em 1962. Tem especialização em Direito Público e cursos na escola Superior de Guerra e Administração Pública.

Antes da Defensoria Pública, era funcionária concursada do Poder Legislativo; exercia suas funções na Comissão de Redação de Leis. “Porém, o meu sonho era chegar à Defensoria Pública, onde teria o prazer de poder ajudar os mais necessitados”, revela. Dra. Salete atuou nas 3ª e 8ª Varas Criminais e na 2ª dos Delitos de Trânsito, quando foi promovida, por merecimento, a Defensora Pública de 2º Grau, para atuar na 2ª Câmara Criminal”, conta.

Concorreu a Defensora Geral do Estado, na primeira eleição para o cargo. Agradecida ao que a vida lhe reservou, a dra. Salete guarda com muito carinho e respeito os colegas de profissão, que sempre a apoiaram, sobretudo quando concorreu aos cargos eletivos. “Concorri ao Conselho da OAB e fui eleita. Recebi a Medalha Padrão da OAB e isso tudo é muito gratificante”, resume.

Com a convicção de quem nasceu para servir, ela resume sua trajetória profissional: “Sempre amei e amo a carreira que abracei. Sou feliz e agradeço a Deus dádiva que Ele me concedeu em ser defensora Pública, porque consegui o que mais queria na minha vida, como profissional e cidadã”.

Deixe uma resposta