1392913_445648038878146_70798133_n  webNa manhã desta terça-feira, 15, a presidente Sandra Sá, o vice-presidente Leonardo Moura, e demais defensores públicos (Sâmia Maia, Elizabeth Chagas, Vitor Montenegro, Carlos Augusto e Adson Waiss), estiveram na Assembleia Legislativa do Estado do Ceará em nova ação para que o legislativo interceda junto ao Governador Cid Gomes, a fim de que ele receba a categoria para a discussão de pleitos.

Em apoio à Adpec, representantes de movimentos sociais fizeram manifestação no local, entre eles moradores de comunidades pertencentes à Caucaia e Fortaleza, bem como integrantes do MST (Movimento Sem Terra). A iniciativa também contou com apoio in loco de representantes da Comissão de Direitos Humanos da OAB (Organização dos Advogados do Brasil).

Durante a sessão plenária, os deputados Heitor Férrer e Eliane Novais discursaram sobre a causa dos defensores e solicitaram que o Governo do Estado atenda a categoria. Quem também fez questão de ratificar seu apoio, foi o vigilante e criador do movimento “Quanto vale uma vida”, Ivan Sampaio. Para Ivan, que através da Defensoria Pública garantiu o medicamento de seu filho durante um episódio em que a criança esteve entre a vida e a morte (em 2011), o número insuficiente de defensores no Estado implica em insegurança para a população mais carente. “Só existe justiça quando ela é igual para todos. Então se não tem defensor para defender o pobre, não há justiça”, destaca Ivan.

Em tempo: O movimento “Quanto vale uma vida” exige o aumento do número de defensores públicos no Estado. Atualmente, 73% do Estado do Ceará não possuem defensores. Até o momento, o movimento conta com 1000 assinaturas em seu abaixo-assinado. Mais informações: http://www.quantovaleumavida.org/

 

Sistema O Povo repercute manifestação

Por ocasião da presença da Adpec e movimentos sociais ocorrida na manhã desta terça-feira, 15, na Assembleia Legislativa, o Sistema O Povo de Comunicação repercutiu os pleitos dos defensores públicos em alguns de seus veículos. Em entrevista à Rádio O Povo CBN, esta tarde, a presidente Sandra Sá ratificou a necessidade de uma reunião com o governador Cid Gomes e destacou que ele já havia sinalizado esse compromisso. Sandra também comunicou que o líder do Governo na AL, deputado Dr. Sarto, afirmou que faria nova tentativa de agendamento. Em matéria publicada no O Povo online, o destaque é que entre outras reivindicações, a categoria pede desvinculação da Defensoria do Poder Executivo e questiona baixa quantidade de núcleos do órgão no interior.

Veja matéria aqui: http://zip.net/btlbX5

Compartilhe