A compensação ambiental do Parque Eólico de Camocim foi tema de audiência pública entre a Defensoria Pública do Ceará e a Secretária do Meio Ambiente do  Estado- Semace – nesta terça-feira, 25 de agosto, durante uma manhã inteira. A audiência contou com a presença do Ministério Público, da Prefeitura Municipal de Camocim, de Deputados Estaduais, Secretários e representantes do Patrimônio da União, da Secretaria da Fazenda do Estado (SEFAZ), de representantes da empresa SIIF ÉNERGIES do Brasil LTDA e da Eólica Formosa Geração e Comercialização de Energias S/A, de advogados, pescadores e barraqueiros das Praias do Maceió,Tatajuba, Xavier, Barreiras, dentre outros.
Para o defensor público de Camocim, Edmar Albuquerque, a audiência foi extremamente importante, tendo em vista que o Parque Eólico de Camocim será o segundo maior do País e servirá de referência para todo e qualquer empreendimento da espécie. Portanto, segundo ele, é preciso que se leve em consideração os impactods ambientais, financeiros, turísticos e econômicos do empreendimento.

 

Compartilhe