As tratativas acerca da isonomia dos defensores públicos tiveram início ainda no período eleitoral para a sucessão do Governo do Estado, em 2014. Apresentado aos pleitos do defensores públicos, o atual Governador do Estado do Ceará, então candidato Camilo Santana, afirmou a relevância da democratização do acesso à Justiça. Afirmou, naquela ocasião (setembro de 2014), que seu governo seria pautado pelo diálogo e se comprometeu com a causa.

Já durante o mandato de Governador, Camilo Santana, em diversas reuniões com a categoria, manifestou apoio ao tratamento igualitário dos defensores públicos em relação aos demais integrantes das carreiras autônomas do Sistema de Justiça. Sendo a primeira reunião realizada no dia 10 de março de 2015, e a última, no dia 29 de março de 2016.

Compartilhe