A Ordem dos Advogados do Brasil – Secção Ceará (OAB-CE) realiza vigília de 24 horas no Fórum Clóvis Beviláqua em protesto contra a morosidade no Judiciário cearense. O ato cívico inédito, promovido pelo movimento Justiça Já, terá início às 15 horas de amanhã (terça, dia 3/5) e se estenderá até as 15 horas do dia seguinte.

Advogados e advogadas, integrantes do Fórum Estadual Permanente em Defesa da Justiça, membros de Comissões da Ordem, Fundação Escola Superior de Advocacia do Estado do Ceará (FESAC), Caixa de Assistencia dos Advogados do Ceara (CAACE) e Subsecções, revezar-se-ão acompanhando 24 velas, que serão apagadas a cada hora. A proposta é chamar a atenção da sociedade para melhorar a situação da Justiça Estadual.

A preocupação da OAB-CE é garantir o funcionamento do Fórum, que há meses está parado. Na quinta maior Capital do Brasil, a Justiça Comum Estadual funciona precariamente. Faltam juízes e servidores nas Varas de Fortaleza e Comarcas do Interior; a virtualização não está atendendo às expectativas, causando dificuldades de acesso aos processos; demora excessiva nos julgamentos; precariedade da estrutura material e recursos humanos; e atraso nas obras de reforma do prédio do Clóvis Beviláqua.

A vigília terá início com a abertura dos trabalhos da Sessão oficial do Conselho da OAB-CE, que será realizada no átrio do Fórum. De acordo com o coordenador do Movimento Justiça Já e secretário executivo do Fórum, Edimir Martins, o ato cívico significa um alerta a todos que direta ou indiretamente cobram uma Justiça célere e eficiente.

Fonte: OAB-CE

Compartilhe